segunda-feira, 11 de maio de 2009

Objectivo?

Hoje é a segunda noite que estou sozinho. A minha irmã e a minha prima vieram cá jantar, conversa puxa conversa. Abri os olhos e apercebi-me que estou a desistir aos poucos de mim e daquilo que eu gosto.
Hoje acordei cedo, com um sonho estúpido. Metia pessoas esquecidas mas que teimam em vaguear pelo meu presente. Não faz muito sentido até porque estão definitivamente esquecidas, postas de lado. Acordei de um sonho estúpido e foi isso que me fez acordar. Tal como depois da conversa do jantar acordei para o perceber que não posso adiar mais nenhum projecto da minha vida. Encontrei uma parte desse sonho á quase dois anos e tem sido tão bom. Mas existem outras arestas por limar e enquanto não me polir completamente acho que não alcanço a felicidade suprema.
Vamos seguir em frente?

2 comentários:

GmbH disse...

NUNCA, mas NUNCA desistas daquilo que gostas. Nunca! E sobretudo NUNCA desistas de ti próprio.

Várias vezes estive pronto a desistir, de mim, do trabalho, do país, da oportunidade fantástica que surgiu quando vim para cá, etc. E vale a pena desistir? Não. É por vezes muito difícil aguentar firme - daí as minhas neuras bloguísticas - mas não há outra solução. Seguir em frente? 'Bora nessa, já! Tens o meu apoio, nem que seja para mandar umas bacoradas em género de comentários no teu blog quando te sentires mais em baixo :D. Abraço. João.

Sofia Catarino disse...

Bora lá Fruni... Sempre a bombar! ihihi